Falando para dentro

Muitas empresas não sabem ou não percebem a importância de se comunicarem com seu público interno. Manter contato com o cliente, estabelecer laços com o mercado e reforçar relações com fornecedores parecem aspectos da comunicação cuja importância é mais facilmente compreendida do que comunicar-se com os próprios colaboradores.

Há quem acredite que gastar tempo, dinheiro e outros recursos para melhorar a comunicação interna seja desperdício. Mas, na verdade, estabelecer uma cultura de comunicação interna é um investimento.

Primeiro porque toda empresa nasce pequena, mas almeja tornar-se grande. E, naturalmente, quando essa expansão acontecer, será necessário ter canais de comunicação eficientes, que funcionem à distância, de maneira tão eficaz quanto a antiga e inicial conversa pessoal ou telefônica que podia ser feita quando a empresa tinha um número menor de colaboradores.

Para que a comunicação seja clara, é preciso que as formas adequadas de comunicar façam parte da rotina da empresa, desde seu início. Criar um padrão de comunicação que sirva sempre, independente da quantidade de colaboradores e do tamanho da empresa, é uma forma de estimular uma cultura de comunicação. Quem se comunica mais e melhor tem chances de ter menos problemas, resolvê-los com mais facilidade e atingir resultados superiores.  

A comunicação interna também é uma forma de valorizar o colaborador para além do salários e das bonificações. O valor de ter seu trabalho reconhecido perante seus pares é intangível, quase imensurável. Isso incentiva o colaborador, faz com que ele se sinta orgulhoso de seu próprio trabalho e passe a ter uma empatia cada vez maior com a empresa onde trabalha. Afinal, não há dúvidas: quem trabalha feliz, trabalha melhor.  

Corporações que pensam grande investem em comunicação interna. Mas, hoje em dia, não é preciso ser grande, ou ter muita disponibilidade de recursos, para criar estratégias eficazes nessa área. São muitas as ferramentas que podem ser usadas: jornal-mural, revistas, newsletters. Afinal, não é preciso ser grande para pensar grande. 

Copyright © 2019 RDA Comunicação Corporativa. contato@rda.jor.br
Desenvolvido pela Áttema Editorial. Todos os direitos reservados.